Aquisição da Kasinski (Hyosung) Mirage (GV Aquila) 250 Sakura

Olá caros internautas. Segue a partir de hoje, todo o histórico devidamente escrito e descrito, de minha aquisição, a Kasinski (fabricante Hyosung) Mirage (nome real GV Aquila) 250 cilindradas. Adquirida no dia 26/06/2013, aos 9.980 mil km, ela é a minha primeira moto de alta cilindrada, após eu obter anteriormente as 125 cilindradas.

Promoção Celular Smartphone Samsung J7 Prime

Kasinski Hyosung GV Aquila Mirage Sakura
Kasinski Hyosung GV Aquila Mirage Sakura
Kasinski Hyosung GV Aquila Mirage Sakura
Sakura em Pirenópolis

Eu tive durante muito tempo uma Yamaha YBR 125 cc ano 1999, adquirida do meu pai desde 0 km. Peguei essa assim que tirei a carta de motorista, em meados de agosto de 2004. Desde então eu rodei muito com ela, até então vendê-la em 2011 aproximadamente. Em 2012 eu adquiri uma Honda CG Fan 125, esta que substituí pela Kasinski Mirage, sob o nome Sakura.

Este modelo trata-se do ano 2010/2011, que diferencia pela cor do motor preto (a 10/10 é prata) possui sistema de injeção Daewoo, pois afinal essa moto é coreana sob a marca Hyosung GV Aquila 250, que também está no mercado americano. Existem as modelos 2012 que mudou seu sistema de injeção para Delphi, e diferencia-se visualmente por possuir duas sondas lambdas na saída do escapamento.

Uma moto muito possante, confortável, é a moto custom de entrada. Apesar de alguns problemas que todos mencionam, minha moto hoje já está chegando aos 100 mil km. O maior problema são os defeitos colocados, a não realização da perícia e manutenção preventiva, e a não realização das melhorias que menciono em meu canal de vídeos no youtube metalomega9. Portanto, quem segue todas as recomendações sem exceção, não ficará na mão.

A moto não é perfeita, mas com facilidade de peças, manutenção baratíssima, econômica (tanto que trabalho de motoboy com ela), não há moto  mais acessível no mercado para ser adquirida, rodar no dia-a-dia por lazer ou efetuando serviço, e ainda curtir em viagens longas (um amigo já rodou o Brasil todo, outro já foi para o Chile). Portanto, ou ame-a, ou odeie-a. Mas está mais que provada a sua eficiência.

Fique ligado, pois estarei detalhando todo o seu processo até o dia atual.

Vamos ver a ficha técnica da Kasinski Mirage 250 cc

Dimensões e peso:

Comprimento total  – 2.280 mm
Largura total  – 885 mm
Altura total – 1.095 mm
Distância entre eixos – 1.520 mm
Distância livre do solo – 150 mm
Peso a seco – 169 kg

Motor:

Tipo DOHC, 4 tempos, 2 cilindros em “V”
Refrigeração Arrefecimento a ar e óleo
Capacidade volumétrica – 249 cm³
Diâmetro do cilindro – 57 mm
Curso do cilindro – 48,8 mm

Alimentação Injeção eletrônica:

Potência nominal – 26,8 cv / 9.000 rpm
Potência máxima – 29,4 cv / 9.000 rpm
Torque máximo – 2,20 kgf.m a 7.000 rpm
Lubrificação Bomba de óleo

Transmissão:

Câmbio 5 velocidades
Transmissão final Corrente
Partida / Tipo de ignição Elétrica / ECU
Embreagem Multidiscos banhados em óleo
Acionamento da embreagem Manual
Bateria 12 V – 12 Ah

Estrutura / Chassi:

Roda Liga leve
Freio dianteiro Hidráulico a disco
Freio traseiro a tambor
Pneu dianteiro -110/90 16 59S
Pneu traseiro – 140/90 15M/C 70S
Suspensão dianteira Telescópica
Suspensão traseira Balança bi-choque ajustável

Capacidades:

Capacidade do tanque de combustível – 14 litros – gasolina
Óleo do motor sem troca de filtro (ml) – 1.450
Óleo do motor com troca de filtro (ml) – 1.500
Óleo do motor, primeiro enchimento (ml) – 1.800
Óleo da suspensão dianteira (cm³) – 260
Viscosidade do óleo do motor – 20W50


Inscreva-se no Metal Omega

Agora você pode ouvir o Podcast do Metal Omega

 


powered by podcast garden

PodCast Película Automotiva, Seu Resumo Semanal de Notícias

Pelicula Automotiva 02, Seu Resumo Semanal de Noticias by Metal Omega on Mixcloud

Veja a Película Automotiva 02 em vídeo:

Participe deixando seu comentário e sugestões. Um grande abraço a todos, boa semana.

Participe da Comunidade do Google Plus

Participe da página no Facebook

Participe do grupo no

  • Carlão Carlos R Batista

    Matéria excelente. Muito bom saber que está institucionalizando de vez o metalomega. Parabéns, Rafael. Tu manda muito, brother.

    • Valeu brother, muito obrigado pelo seu feedback 😉